Postagens Recentes:

UMA TAREFA DIFÍCIL

dificil-3A construção do indivíduo passa por inúmeras tomadas de decisão, muitos deixam de investir numa reputação ilibada e utilizam grande parte das energias para evitar o risco de imagem momentânea. Algo comum e capaz de afastar o indivíduo da verdadeira ‘morada’ ética.

A leitura superficial das dinâmicas sociais e tomada de atitude sem a devida cautela de preservação do ‘edifício histórico’, produz dissonâncias no desenvolvimento intelectual e emocional. Desprovido da parte crítica, o cérebro não recebe treinamento adequado para ‘apreender’.

Quando a aprendizagem acontece, em geral, ocorre liberação do neurotransmissor dopamina que provoca a sensação de bem-estar. Porém, sentir-se bem ao receber uma quantia em dinheiro sem a contrapartida do trabalho honesto é perigoso e viciante, tanto quanto a ingestão de substâncias ilícitas.

Encontrar os próprios limites, sejam quais forem e trabalhar para ultrapassá-los é uma tarefa difícil, em alguns momentos da vida até instransponíveis. A preparação interior para enfrentar o mundo causa evolução. Num movimento exploratório, em si mesmo, eliciar novas sensações afasta os possíveis riscos de desvios morais ou até depressão advinda da monotonia.

Na relação de ‘forças’ internas as mesmas substâncias químicas também acarretam comportamentos inconsequentes nas deliberações irracionais, como na adolescência. Enquanto isso, no nível microscópico e químico dos seres vivos, sob a melhor análise, processam-se trocas de íons, pulsos elétricos e conexões neurais na busca por organização e ajuste ao habitat.

A espécie humana tem mais facilidade de armazenar o processamento de dados negativos do que os positivos, a negatividade é potencializada e talvez a explicação remonte aos primórdios, ainda nas estepes do continente africano. Em meio à floresta, ser ágil ao pular longe de um galho caído no chão, visto de relance é melhor que a picada de cobra?

Perceba, a íntima conexão entre o negativismo e o instinto de preservação da vida. Desde a Grécia antiga está descrita como “daimon”, proveniente da interioridade um ‘gênio protetor’, caracterizado na ‘fala’ travada entre seus dois ouvidos. Acredite, esquecê-lo fomentará grandes problemas.

Um paradoxo vivido por todos: A demora na tomada de decisão tende a ‘custar’ um preço enorme, mas a inconsequência tem potencial de criar embaraços. Encontrar o equilíbrio adequado é a solução para as dificuldades explicadas pelo neologismo (sofrimento mais carência): sofrência.

Os sistemas cerebrais de memorização demonstram os instintos destrutivos com maior ênfase que os eventos satisfatórios. Surgir um rato na porta do cafeteria, geralmente tornará impossível manter o prazer em saborear o bolo delicioso servido na mesa, ainda que o animal não ‘more’ no estabelecimento.

O estudante de jornalismo mesmo emocionado quando os professores falam sobre escrever ‘matéria boa’, chega nas redações com ímpeto de realizar o melhor e descobre, ao longo da carreira profissional, quanto sucesso faz as manchetes com desastres ou mesmo a repercussão de informações falaciosas que encontra ‘ouvidos’. Restando apenas a lamúria do injustiçado, e como a própria etimologia da palavra traz do latim – ‘festa pagã em honra as almas do outro mundo’ – Os ‘vivos’ não oferecem atenção.

Apesar disto, nunca desanime, porque dentro de cada um, existe um potencial criativo que funciona; você primeiro diz algo e depois, às vezes após longo tempo, as pessoas entendem o que foi dito.

A maioria dos modelos aceitos são basicamente racionais, sistemáticos, previsíveis, possivelmente tendenciosos e conflitantes com mudanças vertiginosas que acontecem de forma incognoscível nos diversos âmbitos das atividades vivenciais, profissionais, econômicas e científicas.

Um dos grandes feitos cerebrais é conhecer o passado e imaginar o futuro – e gostar da vida auxilia manter-se no presente, ser um neoliberalista das emoções, capturado pela vida com práxis honrosas.

Descarte o positivismo exacerbado e afaste o mecanicismo dos comportamentos.

#JP #jornaldepiracicaba #marcelopelucio #umatarefadifícil#psicologiaavançada #etica #ética #razão #razao #moral #modelo#racional #racionais #emoção #emoções #mecanicismo

20170210-a3

 

Sobre marcelopelucio (306 artigos)
Possui habilidades comprovadas para encontrar talentos, montar, treinar e organizar equipes. Melhora o clima organizacional das empresas, escolas e organismos nos quais atua. Encontra o sucesso em diversas áreas da atividade humana e detém várias premiações. Sua vida acadêmica conta com quase três décadas de estudos, possui cinco títulos acadêmicos (graduações, especialização e aperfeiçoamento), centenas de cursos dentro e fora do Brasil. http://www.marcelopelucio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: