Postagens Recentes:

UMA DESCONEXÃO INDESEJÁVEL

Uma analogia possível sobre o funcionamento da vida consiste, a partir da centelha inicial, num fluxo contínuo e crepitante, no qual o botão de ‘off’ fora acionado ao mesmo tempo do ‘on’, seu potencial age de forma lenta e discreta – o gradiente de decréscimo biológico fica escondido por décadas no ser humano e somente será percebido quando as funções vitais apresentarem um declínio visível ou mensurável, normalmente após os 30 anos.

Exterior ao corpo físico, no mundo que habitamos as vivências agem nos pensamentos e sentimentos, formando a realidade individual. Uma pessoa que tem boa visão, nem mesmo de olhos fechados está privada de imagens quando está num ambiente muito iluminado – se os seus órgãos sensoriais funcionam adequadamente, não está dotada de capacidade consciente para deixar de ver, ouvir ou sentir.

Num mundo sobrecarregado de informações e estímulos externos, estas fontes de excitação podem provocar alterações psíquicas. Uma delas, experiências dissociativas, por exemplo, ao dirigir um carro e, em certo momento, esquecer qual é o destino, motivo do deslocamento ou onde iniciou o trajeto.

Existem também casos mais graves, tais como: em situações altamente traumáticas, após uma ocorrência estressante, o cérebro desconectar as emoções comuns e reações corpóreas tradicionais em episódios desta natureza. Estado de ‘choque’ ou no ‘mundo da lua’.

A sociedade contemporânea está marcada pela grande quantidade de estímulos, tipos indesejáveis de desconexão das emoções, pensamentos ou inteligência. Legiões de pessoas seguem autômatos um modelo de vida que considera o foco algo obsoleto.

O espectro desta dissociação causada pelas novas tecnologias, no campo linguístico está representado pelos ‘hashtags’, ‘emoticons’ e terminologias próprias ao denotarem as necessidades de disponibilidade constante da vida ‘on line’. Como resultado, cria uma nova ordem disseminada entre todas as gerações, comunidades ou nações. Nem mesmo René Descartes, se deixasse a glândula pineal de lado, poderia quem sabe, ter previsto tamanha separação entre alma e corpo, quando cunhou as bases da filosofia moderna.

Na Grécia antiga, Zenão de Cício criou o estoicismo, uma doutrina caracterizada pela capacidade existencial como propósito de vida, evitar os temas emocionais e entender a concretude das coisas. Esta escola filosófica, em Roma foi seguida por Sêneca, Epiteto, entre outros, e pode ser considerada como preparatória do cristianismo.

A Alexítimia, um transtorno descrito por Sifneos ou tratado como traço de personalidade em Campbel, retrata indivíduos acometidos pela dificuldade de identificar ou descrever os próprios sentimentos; confusão entre as sensações físicas, restrição na imaginação produtiva e criatividade, surge num viés que liga com os estoicos. Porém, na atualidade, esta indiferença está no campo oposto da resiliência ou sabedoria descrita pelos filósofos.

As pessoas estão fugindo da realidade? Um paradoxo importante para levantar hipóteses, porque no cérebro tudo é tratado como algo real, os jogos de realidade virtual provocam experiências e o órgão não distingue diferenças daquilo que existe ou não. São pontos além da consciência.

O mundo moderno ainda reservará muitas surpresas. Mudanças na estrutura dos seres vivos demoram dezenas de milênios para se manifestar. Em contrapartida, os seres humanos vivenciam mudanças vertiginosas e a esperança é grande para que os zumbis se mantenham apenas nas telas de cinema.
#psicologiaavançada #umadesconexaoindesejavel#marcelopelucio #analogia #potencial#centelhainicial #corpofisico #estimulo #espectro#alexitimia #sifneos #zenao #cicio #seneca #epiteto#campbel #realidade #paradoxo #mundomoderno#supresa #mudança #zumbi #teladecinema #jp #jornaldepiracicaba

20161125-a3

Sobre marcelopelucio (299 artigos)
Possui habilidades comprovadas para encontrar talentos, montar, treinar e organizar equipes. Melhora o clima organizacional das empresas, escolas e organismos nos quais atua. Encontra o sucesso em diversas áreas da atividade humana e detém várias premiações. Sua vida acadêmica conta com quase três décadas de estudos, possui cinco títulos acadêmicos (graduações, especialização e aperfeiçoamento), centenas de cursos dentro e fora do Brasil. http://www.marcelopelucio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: