Postagens Recentes:

As Redes sociais: Um mundo digital utilizado por seres analógicos

As Redes Sociais são estruturas digitais, baseadas em softwares desenvolvidos, que rodam instalados em sítios de Internet (sites) e possibilitam que os interesses comuns das pessoas sejam aproximados, a última década está marcada pelo crescimento gigantesco no uso destas ferramentas.

rede social3Quais são os efeitos sociais que elas provocam?

O mundo contemporâneo assiste uma invasão da tecnologia na vida das pessoas. Antes da década de 1970, nada disso estava disponível, diferente daquela época, agora estão disseminadas. Somente no Brasil existem mais de 100 milhões de telefones celulares, uma boa fatia, são “smartphones”, isto significa que dão suporte para uso das redes sociais, sem contar os outros dispositivos como: desktops, note e netbooks, tablets e etc., com o sinal de Internet cada vez mais amigável.

A geração “Z”, composta por pessoas nascidas aproximadamente entre 1994 e 2010, estão no caminho da vida adulta, além de oferecer um enorme contingente de usuários é a primeira nativa nestas tecnologias. E elas apresentam novos comportamentos, compreender quais são e os resultados produzidos pode facilitar o entendimento dos efeitos sociais: na família, trabalho e educação, como exemplo, o ensino tradicional não encontra mais resultados e o ponto importante a ser explorado, gira em torno da possível relação entre o uso das tecnologias e a mudança no desempenho escolar.

Leia também: Da Infância à idade adulta: Caminhos para o equilíbrio emocional.

Um dos motivos de reclamações está centrado na quantidade de horas diárias destinadas nestas atividades que, muitas vezes, diminuem a própria interação com os pais ou tempo disponível para o estudo. Existem relatos dos cuidadores, familiares e professores que o mau comportamento, faltas éticas em diversas atividades são decorrentes do abuso na utilização das tecnologias digitais.

Se comunicar, navegar na Internet e buscar entretenimento é indispensável, dado o papel crucial que a tecnologia móvel desempenha na vida dos estudantes e jovens adultos, especialmente da geração “Y”, conhecida como “geração do milênio, indivíduos nascidos entre 1980 e 1994, uma população economicamente ativa e diferente das anteriores, porque não demostra preocupação em se fixar numa única empresa, estão conectados ao virtual e não enxergam um “mundo hierárquico”, talvez para eles este tipo de modelo profissional não exista mais.

As gerações “X”, entre 1965 e 1979 e os “Baby Bommers”, nascidos do pós-guerra, de 1946 até 1964, são influenciados pelos mais jovens e aderem, cada vez mais, ao uso das Redes. Crianças da geração “alpha”, após 2011, com apenas três anos, se eles têm acesso aos dispositivos entendem como funcionam, mas não sabem ainda amarrar os cadarços do sapato ou andar de bicicleta e são os próximos desta lista de adesões.

rede socialÉ possível dizer que hoje existem milhões, talvez centenas de milhões de pessoas que verificam seu e-mail, notícias e mídias sociais, antes mesmo de sair da cama. Os perigos são claros, por ser difícil delinear até onde esta prática é uma necessidade veemente, distração ou uma obsessão de “não se perder nada”.

Uma verdade: os smartphones são companheiros inseparáveis e estão desde a pia do banheiro, no bolso, carro ou na mesa do jantar.

Os indivíduos demonstram cada vez mais dificuldade de deter a atenção integral às atividades que desempenham, e sem foco, sua interpretação dos eventos passa a ser difusa, existe muita reprodução de informação, pouca profundidade na aquisição de conhecimento e enfraquecimento dos vínculos pessoais. Algumas pessoas parecem estar ligadas cirurgicamente aos equipamentos eletrônicos, um vício que ainda não se pode prever quais serão as consequências reais. Existem compulsões demostradas por muitos, através de uma necessidade exacerbada de verificar constantemente os dispositivos eletrônicos, similar aos efeitos de “abstinência” quando eventualmente perdem ou esquecem seus equipamentos longe de si, ainda que sejam por poucos minutos.

As mudanças são naturais, sempre existiram, porém da forma tão veloz como ocorre agora, podem promover possíveis alterações cognitivas, psicológicas e estruturais. Os meios eletrônicos e suas interações frívolas, descartam a interação face-a-face e, embora o indivíduo esteja “conectado” com centenas ou as vezes milhares de pessoas, ele começa a se sentir mais solitário, seu relacionamento familiar tradicional modifica e as interações parecem ser menos compensatórias sob o ponto de vista emocional.

A tecnologia está impactando e causando uma revolução em toda a sociedade planetária, levando as pessoas ao mundo “on-line”, elas esperam que tudo esteja disponível sempre que desejam, algo que pode acarretar problemas nas relações humanas. Existe uma necessidade de pensar e entender que seres humanos são analógicos, centrados nas necessidades biológicas e os seus próprios desejos, um elo fraco do mundo digital, porque, precisam do afeto, ouvir os outros e partilhar suas ideias para serem bem-sucedidos, diferente das máquinas que estão “livres” destas necessidades.

  • Pensamento de John Lennon

    Fizeram a gente acreditar que amor mesmo, amor pra valer, só acontece uma vez, geralmente antes dos 30 anos. Não contaram pra [...]
  • UMA ATIVIDADE FRUTÍFERA

    As atividades necessárias para detecção de falhas normalmente esbarram nas peculiaridades de defesa psicológica, muitas [...]
  • UM CALDEIRÃO EMOCIONAL

     Complicam os assuntos, tornam difícil o convívio interpessoal, negligenciam a própria saúde, em certas ocasiões munidos de [...]
  • UMA ANÁLISE MINUCIOSA

    O mundo das escolhas é vasto, com muitos caminhos para percorrer e sob tempestades diferentes, acertar o “guarda-chuva” [...]
  • UMA ÁREA DESCOORDENADA

    Ser recebida com respeito e atendimento digno, pode ser o objetivo de quem chega na “quarta idade”, independentemente de [...]
  • UM ESFORÇO DIRIGIDO

    O cérebro está em constante mudança e a ‘ebulição’ das infinitas conexões neuronais produzem o processamento das [...]
  • UM ENCONTRO CASUAL

    Mesmo em festas nas ‘montanhas geladas’, amigos em volta de uma lareira, taças de bebidas alcoólicas abrindo as mentes – [...]
  • UM OLHAR APURADO

    Sem considerar uma indicação de falhas – as pessoas abraçam, ouvem e incentivam os outros, ainda que deixem de corresponder [...]
  • No Picture

    UMA RESPONSABILIDADE COMUM

    Sensação de ter destacado parte do seu corpo, pensamentos abstratos e absurdos começam a circundar sua existência. Essa é [...]
  • UMA CERTA SUAVIDADE

    Fixar objetivos para obter sucesso eliciam desejos, tais como morar num excelente lugar da cidade, ter um carro confortável, [...]
  • UMA PROFUNDA APRECIAÇÃO

    Os seres humanos evoluíram para dar sentido ao ‘mundo’, observam transformações e as ressignificam com o passar do tempo. [...]
  • UM ISOLAMENTO SURREAL

    Quando comparados as outras espécies, os seres sociais possuem vantagens nos processos evolutivos por compartilharem recursos e [...]
  • UMA ESPÉCIE DE LASTRO

    Seres conscientes da subjetividade usam todos os sentidos e empoderam-se de percepções para responder aos estímulos. Nesta [...]
  • UM BOM EXEMPLO

    As pessoas comuns, tanto quanto os pesquisadores, vasculham de certa forma, os limites entre a normalidade e anormalidade. Ficam [...]
  • UMA BOA EXPECTATIVA

    Um vasto silêncio acompanha algumas questões fundamentais da existência, espera-se de as crianças serem agradáveis e [...]
  • UMA AÇÃO SISTÊMICA

    Riqueza das ideias e desafios impulsionam a existência da espécie humana, tem íntima ligação com a liberdade adquirida e [...]
  • UMA DOSE REGULAR

    A expressão ‘meio ambiente’, em tese, sugere a representação fixa da natureza, porém, tudo que se conhece no universo [...]
  • UM NINHO SEGURO

    O envelhecimento é um processo inato, no decorrer do tempo, mudanças hormonais, cognitivas e físicas ocorrem em todos os [...]
  • Quero…

                      Quero, um dia, poder dizer as pessoas que nada foi em vão. Que o [...]
  • Resistência…

                  A resistência da estrutura psíquica, em parte, está relacionada com a forma [...]
  • UM CICLO VIRTUOSO

    A vida cotidiana reserva diversas emoções negativas. Entre elas a raiva, ciúme, medo, vergonha ou arrependimento – visto [...]
  • Convite para viver

      Quando se fala da vida é como atravessar o oceano Atlântico, de ponta a ponta, num caiaque e nem saber [...]
Sobre marcelopelucio (312 artigos)
Possui habilidades comprovadas para encontrar talentos, montar, treinar e organizar equipes. Melhora o clima organizacional das empresas, escolas e organismos nos quais atua. Encontra o sucesso em diversas áreas da atividade humana e detém várias premiações. Sua vida acadêmica conta com quase três décadas de estudos, possui cinco títulos acadêmicos (graduações, especialização e aperfeiçoamento), centenas de cursos dentro e fora do Brasil e participa de Mestrado em Educação. http://www.marcelopelucio.com.br

3 comentários em As Redes sociais: Um mundo digital utilizado por seres analógicos

  1. Muito bom o artigo,Marcelo. Esclarecedor, informativo e toca em um ponto fundamental da relação entre educação,tecnologia e saude cerebral. Parabéns.

  2. Tema muito bem discorrido, abordou o tema do momento, de fácil assimilação das suas palavras… Foi muito feliz no que tange a relação sociofamiliar, bem como, nos demais assuntos levantados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: